BIBLIOTECA ANARCOSINDICALISTA

SINDICALISMO: SUA TEORIA E PRÁTICA (EMMA GOLDMAN)

Edição Original: Syndicalism: It’s Theory and Practice Mother Earth, vol. VIII, n. 12, p. 417-422 Fevereiro de 1913 Tradução e Diagramação: Ateneu Diego Giménez COB-AIT 2010 http://cob-ait.nethttp://www.iwa-ait. org Prefácio ao ATENEU Diego Giménez (2010) A diferença fundamental entre o sindicalismo e os velhos métodos operários é a seguinte: enquanto as antigas uniões operárias, sem opção, • Leer más »


ANARQUISMO CONSTRUCTIVO (G. P. MAXIMOFF)

 Edição original: Constructive Anarchism, Maximoff Memorial Publishing Committee, Chicago, 1952  Tradução e diagramação: Ateneu Diego Giménez COB-AIT Piracicaba, 2010 http ://cob- ait. net http ://www.iwa-ait.org Prefácio ao ATENEU Diego Giménez (2010) A guerra imperialista, a ascensão e o declínio da grande Revolução Russa, as revoltas nos países da Europa central e a intensificação da luta • Leer más »


SINDICALISTAS NA REVOLUÇÃO RUSSA (G. P. MAXIMOFF)

Edição original: Syndicalists in the Russian Revolution Direct Action Pamphlets no. 11 (Possivelmente) 1970  Tradução e diagramação: Ateneu Diego Giménez COB-AIT Piracicaba, 2010 http :// cob-ait.net http://www.iwa-ait.org Prefácio ao ATENEU Diego Giménez (2010) E uma característica notável da revolução que, apesar da relativamente pequena influência dos anarquistas sobre as massas antes de seu início, ela • Leer más »


A VERDADE SOBRE KRONSTADT (Stepan Petritchenko)

Ao levar a cabo a Revolução de Outubro de 1917, os trabalhadores da Rússia e da Ucrânia esperavam obter sua emancipação completa. Depositaram todas as suas esperanças no partido bolchevique, porque parecia responder aos seus interesses. O que é que este partido, dirigido por Lenin, Trotsky, Zinoviev e outros, lhes retribuiu nos três anos e • Leer más »


LIÇÕES E SIGNIFICÂNCIA DE KRONSTADT (Alexander Berkman)

O movimento de Kronstadt foi espontâneo, sem preparativos preliminares e pacífico. A sua transformação em um conflito armado de fi m trágico e sangrento foi devido unicamente ao despotismo da ditadura comunista. A despeito de se dar conta do caráter geral dos bolcheviques, Kronstadt, não obstante, ainda tinha fé na possibilidade de uma solução amistosa. • Leer más »


TROTSKY PROTESTA DEMAIS (Emma Goldman)

Este texto cresceu a partir de um artigo para “Vanguard”, o periódico anarquista mensal publicado na cidade de Nova Iorque. Ele apareceu na edição de julho de 1938, mas como o espaço da revista é limitado, somente parte do manuscrito pôde ser usado. Aqui ele é apresentado de uma maneira revista e expandida. Leon Trotsky • Leer más »


KRONSTADT (Emma Goldman)

No começo do meu período russo, a questão das greves havia me intrigado bastante. As pessoas tinham me dito que a última tentativa do tipo foi esmagada e os participantes enviados à prisão. Eu não tinha acreditado nisso, e, como em todas as coisas similares, eu fui atrás de Zorin por informações. “Greves sob a • Leer más »


A REBELIÃO DE KRONSTADT (Alexander Berkman)

I. Desordens operárias em Retrogrado Era o início de 1921. Os tempos de guerra mundial, de revolução e de guerra civil debilitaram a Rússia até o extremo e puseram o povo à beira do desespero. Porém, no fim, a guerra civil terminou: os numerosos frontes foram liquidados, e Wrangel – a última esperança de intervenção • Leer más »


Los Anarquistas ecuatorianos en los años 1920 después del 15 de noviembre de 1922

Clarificaciones ideológicas e intentos de estructuración, frente a la represión del Estado y a la manipulación política por los socialistas y los comunistas Indice : – Los Anarquistas ecuatorianos en los años 1920 después del 15 de noviembre de 1922: clarificaciones ideológicas e intentos de estructuración, frente a la represión del Estado y la manipulación • Leer más »